Quarta-feira, 31 de Outubro de 2007

SOL

   O Sol é uma estrela comum G2, uma das mais de 100 bilhões de estrelas da nossa galáxia.

Diâmetro:    1.390.000 km.
Massa:       1,989 x 10³º kg
Temperatura:  5.800 K (superfície) e 15.600.000 K (núcleo)

   O Sol é de longe o maior objecto do sistema solar. Ele contém mais que 99.8% da massa total do Sistema Solar (Júpiter contém o restante ).

   Geralmente, é dito que o Sol é uma estrela "ordinária". É verdade, no sentido de que existem muitos outros objectos similares a ele. Mas, existem muito mais estrelas menores do que maiores. O Sol está entre as maiores em massa. O tamanho médio das estrelas da nossa galáxia tem provavelmente metade da massa do Sol.

   O Sol é personificado em muitas mitologias: os Gregos chamavam-lhe de Helios e os Romanos chamavam-lhe de Sol.

   O Sol tem, actualmente, cerca de 75% hidrogénio e 25% hélio em massa (92,1% hidrogénio e 7,8% hélio em número de átomos); todos os demais ("metais") somam somente 0,1%. Isto muda lentamente ao longo do tempo, na medida em que o Sol converte hidrogénio em hélio no seu núcleo.

   As camadas externas do Sol apresentam uma rotação diferencial: no equador a superfície roda uma vez a cada 25,4 dias, próximo dos pólos já é cerca de 36 dias. Este estranho comportamento é devido ao facto de que o Sol não é um corpo sólido como a Terra. Efeitos parecidos são encontrados nos planetas gasosos. A rotação diferencial extende-se consideravelmente ao interior do Sol mas o núcleo rotaciona com um corpo sólido.

   As condições no núcleo do Sol (aproximadamente os 25% interiores do seu raio) são extremas. A temperatura é de 15,6 milhões de Kelvin e a pressão é de 250 bilhões de atmosferas. No centro do núcleo do Sol a densidade é mais que 150 vezes maior que a da água.

   A emissão de energia do Sol (3,86 x 10³³ ergs/segundo ou 386 bilhões de bilhões de megawatts) é produzido pelas reacções de fissão nuclear. A cada segundo cerca de 700.000.000 tons de hidrogénio são convertidos em cerca de 695.000.000 tons de hélio e 5.000.000 tons (=3.86 x 10³³ ergs) de energia em forma de raios gama. À medida em que viaja em direção à superfície, a energia é continuamente absorvida e re-emitida a temperaturas cada vez mais baixas de forma a que quando chega à superfície, ela é principalmente luz visível. Durante os últimos 20% do caminho para a superfície a energia é transportada mais por convecção que por radiação.

   A superfície do Sol, chamada de fotosfera, tem uma temperatura de cerca de 5.800 K. As Manchas Solares são regiões "frias", somente 3.800 K (elas parecem escuras somente por comparação com as regiões ao redor). As manchas solares podem ser muito grandes, chegando a 50.000 km em diâmetro. Estas são causadas por interacções complicadas e ainda não muito bem conhecidas com o campo magnético do Sol.

   Uma pequena região conhecida como cromosfera encontra-se acima da fotosfera.

   A região altamente rarefeita acima da cromosfera, chamada de corona, estende-se a milhões de quilometros no espaço, mas  é somente visível durante eclipses (esquerda). As temperaturas na corona são acima de 1.000.000 K.

   O campo magnético do Sol é muito forte (para os padrões terrestres) e muito complicado.

    

publicado por povoalternativa às 10:55
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Energias Alternativas

. Folheto - Póvoa de Varzim...

. Folheto - Póvoa de Varzim...

. PROJECTO

. Moda Solar

. Energia Solar Fotovoltaic...

. Calendarização

. Apresentação do Projecto

. *Aqui estamos nós...*

. Feliz Natal

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds